Arquivo de tag Negócios

Melhorar seu posicionamento é o nosso foco

Crie um site para sua empresa.

Melhore seu posicionamento e apareça na frente dos seus concorrentes.

Para melhorar seu posicionamento é preciso estar sempre presente nas buscas até conquistar seu lugar ao sol.

Muitos desistem logo nas primeiras tentativas, essa então é a sua chance, já que a concorrência diminui a cada instante.

Mas para você que não confia o marketing da sua empresa a que realmente deveria cuidar dele por motivos de desconfiança. É porque já deve ter passado por algumas situações desagradáveis.

Masss, como dizem! “O justo paga pelo pecador”!

Uma dica. Cabe a você, somente você, procurar uma empresa ou profissional de confiança, que melhorar seu posicionamento de verdade.

Busque, bata um papo antes de tudo, visite perfis sociais, analise possíveis clientes e ex-clientes, com calma você achar um justo que não deve pagar pelo pecado dos outros.

Cuide da sua empresa

Tenha todo o tempo do mundo para cuidar do que você realmente deveria: da saúde física da sua empresa. Seu funcionários, seu caixa, novos negócios, novas oportunidades e principalmente dos seus clientes.

Para então conquistar novos clientes.

Essa é a dica que nem todo mundo vai seguir, mas vale a pena pensar sobre ela.

Caso precise de uma mãozinha é só falar. Vamos bater um papo?

Startup Zone do Google for Startups abre inscrições para Statups em fase inicial

Google for Startups | Startup Zone 2/2019

Startup Zone do Google for Startups abre inscrições para Statups em fase inicial

Google for Startups Campus abriu, nesta quarta-feira (8/7/2019), as inscrições para o Startup Zone. Programa é direcionado a startups em fase inicial e será realizado entre outubro e dezembro em São Paulo (SP).

A programação com período de 11 semanas conta com palestras, workshops e mentorias. Os negócios selecionados também terão acesso a um espaço de trabalho no edifício do Campus.

Quem pode participar:

Startups brasileiras que tenham um protótipo em funcionamento e que tenha um profissional dedicado à tecnologia.
As Startups precisam também ter disponibilidade para estar em São Paulo ao longo dessas 11 semanas.

Inscrições

As inscrições e mais informações estão na página https://docs.google.com/forms até o dia 25/08/2019.

Datas importantes:

– Período de inscrições: 7 de agosto (terça-feira) a 25 de Agosto (domingo)
– Anúncio das startups selecionadas: 13 de setembro de 2019 (sexta-feira)
– Início do programa: 1 de outubro de 2019 (terça-feira)
– Término do programa: 12 de dezembro de 2019 (quinta-feira)

O anúncio das startups selecionadas será no dia 13/09/2019.

Uma Boa Sorte a Todos!

Acesse o nosso Blog!

Dicas para melhorar o SEO do site e aumentar o número de visitas

Você precisa aumentar o número de visitas de sua página?

Dicas para melhorar o SEO do site e aumentar o número de visitas

Quer ganhar mais consumidores para seu produto ou serviço na web?

Em primeiro lugar, a dica para aumentar o número de visitas ao site e estimular o tráfego. É bem simples de implementar, e é sobre isso que vamos falar agora.

A concorrência no meio digital é muito grande, por isso, desenvolva técnicas próprias para fidelizar seus clientes conquistando a preferência deles.

Conheçam alguns hábitos que podem ajudar a aumentar o número de visitas do seu site ou blog:

Analise o seu tráfego:

Acesse a página de administração do seu site (caso tenha), ou alguma ferramenta de terceiros, existem muitas gratuitas; e analise qual é o índice de visualização dos conteúdos publicados. Verifique quais são os posts que mais atraíram visitantes e/ou foram comentados.

A partir disso faça o seu planejamento à partir das observações: O tipo de post, horários, textos / imagens, e por aí vai…

Crie um layout amigável:

Crie uma identidade visual bacana! Isso vale desde o logo até a forma que você cria seus posts, Ex.: Tamanho de fontes, cores, espaçamento dos elementos, posição das imagens… . E isso serve para sites, blogs ou  redes sociais, que também devem seguir a mesma linha.

O seu visitante ou cliente perceberá o capricho e se identificará com uma proposta visual desenvolvida especialmente para chamar a atenção do seu público.

O seu layout deve estar impecável, principalmente se você é uma empresa de desenvolvimento de sites, ou presta serviços de marketing Digital, designer… Mais uma forma de provar que são capacitados no que faz.

Mas vale ter cuidado, não exagere em detalhes. Muitas vezes uma página no estilo minimalista, com bons espaços em branco (que ofereça conforto visual) e cores bem aplicadas, funcionam melhor do que páginas cheias de informações e cores!

Produza conteúdos de qualidade:

Livro de capa bonita é atraente, mas se o conteúdo for fraco, só serve para colocar na estante!

Adote este lema e desenvolva textos bem escritos, obedecendo as normas ortográficas, em uma linguagem que converse com o seu público, não crie conteúdo pensando nos mecanismos de busca.

Crie bons títulos; resumindo o que cada artigo trata. Para acompanhar use ilustrações bacanas, que tenham algo a “dizer” e que remetam sentido ao título e conteúdo e que não sejam colocadas apenas para preencher espaço.

Não aborde assuntos fora do seu nicho! Use temas que tenham a ver com o seu produto, serviço ou público alvo.
Os títulos não devem ser muito longos, mas objetivos e leves para não cansar os leitores.

Atualize seu site constantemente:

Mantenha uma frequência de publicações. Na maioria dos casos não precisa atualizar todos os dias.

Procure publicar novidades de três a quatro vezes por semana no mínimo conforme disponibilidade. E procure formas de informar ao leitor qual é a sua frequência de publicação.

Assinar uma newsletter é uma ótima opção para que seus leitores sejam informados sempre que novos artigos forem publicados.

Assim ele cria o hábito de voltar em busca de novos conteúdos com frequência e assim aumentar o número de visitas e engajamento.

Use palavras-chave: 

Fique atento a mais essa técnica de SEO. Utilize palavras-chave adequadamente, assim aumentando a possibilidade de posicionar melhor a página nas buscas do Google.

Palavras-chave são os termos que norteiam o seu texto, que o resumem, como o título e sinônimos. Defina quais são estas expressões e deixe-as em posições estratégicas em cada postagem, como reforço, pode destaca-las com negrito, itálico e até mesmo inserindo link para outra página que aborde um assunto relacionado com a palavra-chave.

Use as ferramentas do Google, Bing, Yahoo…

Elas são ótimas aliadas para quem procura aumentar o número de visitas, e melhor o posicionamento.

Google Adwords (Paga)

O Google Adwords é uma ferramenta cuja função é auxiliar você a atrair mais internautas para o seu site em um prazo de tempo mais curto.

Para usar este recurso, o administrador tem que comprar as palavras-chave dos artigos. Feito isso, a plataforma será mostrada com destaque e na primeira página do buscador toda vez que um internauta fizer uma busca relacionada ao seu tema.

Essa é uma ótima ferramenta, e que compensa muito pelo custo benefício, mas depende muito do nicho e do tamanho do seu negócio!

Google Keyword Planner (Grátis)

É a ferramenta oficial do Google para pesquisa de palavras-chave. É muito útil em Links Patrocinados, mas também pode ser utilizada em SEO orgânico.

Bing Webmaster Tools (Grátis)

O Bing também possui a sua plataforma para ajudar os webmasters no planejamento dos seus projetos. Por incrível que pareça, ela é uma ferramenta mais completa que a do Google e pode lhe dar vários insights interessantes.

Google Webmaster Tools (Grátis)

Talvez a ferramenta mais utilizada pelos profissionais de SEO seja esta. Como é uma ferramenta oficial do Google ela pode lhe dar excelentes dicas sobre problemas em títulos, meta descrições, erros de crawling entre outros.

SEM Rush (Pago e Grátis)

Com a SEM Rush fica muito mais fácil avaliar o seu mercado e quais palavras você pode utilizar em seus projetos.

Uma excelente ferramenta!

SEO Quake (Grátis)

Uma das extensões mais antigas que já utilizei é esta. Com ela você consegue ver diversas informações de um website quando visualiza os resultados de busca do Google.

Existem muitas outras ferramentas, vale a pena fazer uma pesquisa mais a fundo sobre este tema, isso ajuda e muito a aumentar o número de visitas no site.

Apareça nas redes sociais:

Se você quer ser lembrado e aumentar o número de visitas do seu site ou blog, então é bom marcar presença nas redes sociais.

Escolha as redes que são utilizadas pelo seu público-alvo. Não precisa  obrigatoriamente estar em todas.

Crie perfis para o sua empresa, estimulando o acesso nos dois ambientes virtuais. Relacionamento positivo, respostas rápidas as perguntas do seu público e a credibilidade; São a chave para um bom negócio.

E por fim, escreva para outros sites:

Trocar figurinhas é sempre uma boa! Escreva para outros sites, procure páginas semelhantes à sua.

Escrever artigos gratuitamente em troca da divulgação do seu nome e endereço do site, é basicamente um acordo implícito.

Para que a técnica funcione, tente escrever para o maior número de parceiros possível, isso gera visibilidade e, possivelmente, credibilidade!

Até a próxima.

Google vai investir em lançamento de aplicativo para ensinar programação

Google investe em aplicativo para ensinar programação e que é gratuito, se parece muito com outros do ramo de ensino.

grasshopper area 120

Google investe em aplicativo para ensinar programação e que é gratuito, se parece muito com outros do ramo de ensino.

O objetivo do aplicativo é introduzir a programação para novos usuários, mas de forma diferente e divertida.

Com jogos rápidos, ele ensina linguagens de programação como JavaScript, criando desafios e níveis para quem deseja aumentar suas habilidades.

O objetivo não é criar profissionais no ramo, mas despertar curiosidade para que no futuro eles possam seguir seus próprios caminhos.

Grasshopper, um aplicativo para ensinar programação que é um lançamento da Area 120, incubadora interna do Google.

Criada há cerca de dois anos, e funciona como um programa de projetos rápidos, feitos por equipes menores. porem, nem todos esses produtos são lançados ao público.

No caso do aplicativo de programação, porém, já foram 2.090 downloads em média, pelo Google Play, com 1.760 avaliações positivas, depois de um dia de lançamento.

Você pode encontrá-lo para iOS ou Android, ambos gratuitos.

Congresso dos EUA ameaça regular Facebook

Zuckerberg admite que coleta dados de quem não tem conta no Facebook

facebook

O presidente do Facebook, Mark Zuckerberg, encontrou um campo minado na Comissão de Energia e Comércio da Câmara dos Representantes dos EUA (equivalente à Câmara dos Deputados brasileira) nesta quarta-feira. Um ambiente bem diferente do Senado, onde estivera um dia antes.

Diante da descrença de se manter privacidade dos usuários, a princípio parlamentares defenderam a legislações para regular a rede social.

Alguns congressistas informaram que apresentarão propostas e convidaram o fundador do Facebook para contribuir com o debate. Ele reiterou que não é contra a regulação – especialmente a autorregulação – mas que é preciso discutir o conteúdo.

Os parlamentares quiseram saber se estaria disposto a mudar seu modelo de negócio, calcado na monetização de dados para vender anúncios. Zuckerberg deu mais uma de suas evasivas respostas: “Eu não tenho certeza do que isso significa.”

O mercado financeiro também não parece ter certeza. Em um dia em que a bolsa Nasdaq caiu 0,36%, as ações do Face tiveram alta de 0,78%, mas após o pregão ficaram praticamente estáveis.

 

Companhia admitiu que Facebook coleta informações

O presidente da companhia admitiu quo Facebook coleta informações não apenas de seus usuários, mas também de outras pessoas sem perfil na plataforma, os chamados “perfis sombra”. “Você disse que todo mundo controla dados, mas você está coletando informações de pessoas que não estão nem cadastradas. O Facebook tem perfis de pessoas que nunca assinaram a plataforma?”, indagou o deputado Ben Luján. “Temos dados de pessoas não cadastradas por razão de segurança”, minimizou Zuckerberg.

O presidente da empresa foi questionado se o Facebook estaria gravando conversas pelos microfones dos celulares. Ele negou a prática. Entretanto, admitiu que o recurso de reconhecimento facial inclui também pessoas presentes em fotografias que não estão cadastradas na plataforma.

O democrata Frank Pallone perguntou se Zuckerberg poderia adotar um compromisso claro de modificação nos padrões da rede para minimizar a coleta de dados pessoais.

O fundador do Facebook se esquivou: “Deputado, esta é uma questão complexa que eu acredito que merece mais do que uma única palavra de resposta.”

Pallone replicou:Enfim isto me desaponta.

 

Fonte: https://monitordigital.com.br/congresso-dos-eua-amea-a-regular-facebook

9 erros de SEO On Page que estão sabotando os seus rankings

Você criou um blog para seu negócio, postou um conteúdo incrível, divulgou nas redes sociais, mas, mesmo assim, não tem tido bons resultados?

Esse tipo de situação, em alguns casos, é mais comum do que se imagina, e pode significar que existem elementos mal configurados em suas páginas, impedindo que o seu conteúdo conquiste um bom rankeamento e traga os resultados esperados. Erros assim podem comprometer os resultados de uma campanha de marketing.

A boa notícia é que você tem total controle sobre todos os aspectos de SEO em suas páginas, tornando a resolução do problema fácil e muitíssimo prática.

Quer saber como Resolver os problemas de SEO On Page que estão sabotando os seus rankings?

Confira abaixo nossa lista com 9 erros de SEO On Page que você precisa evitar e, de quebra, aprenda como é possível resolvê-los agora mesmo.

1. URLs não amigáveis e otimizadas

Os usuários que utilizam os motores de busca encontrarão o seu site por alguns possíveis caminhos:

  1. Diretamente, digitando o seu endereço na barra de pesquisa;
  2. Organicamente, por meio de pesquisa no Google;
  3. Referenciado, ou seja, por meio de algum link direto por anúncio ou indicação de outro site;
  4. Social media e e-mail marketing também são opções.

Uma URL não otimizada já reduz, e muito, as chances de seu website ter o endereço manualmente digitado por algum visitante menos paciente.

Além disso, esse descuido pode acabar diminuindo suas chances de rankeamento na primeira página, uma vez que a estruturação da URL é fator primordial para os mecanismos de buscas entenderem se um site pode, ou não, figurar entre os primeiros na busca do Google.

Busque links de fácil interpretação, como:

  • http://marketingdeconteudo.com/tecnicas-avancadas-de-seo
  • http://marketingdeconteudo.com/estrutura-de-urls

E nunca algo assim:

  • https://rockcontent.com/?utm_source=mktc&utm_medium=header&__hstc=125963474.47a6d9cffa1be5895aac8ff2e0465342.1538704776040.1542033911938.1543344601253.3&__hssc=125963474.1.1543344601253&__hsfp=3466611427.

Perceba que, pela leitura dos dois primeiros links você já é capaz de entender exatamente do que será tratado no texto.

Se o seu site está hospedado no WordPress, a correção desse tipo de erro é bastante simples. Instale o plugin Yoast para a plataforma e proceda para os ajustes necessários.

Algumas boas dicas para a configuração de seu link incluem:

  • Texto da URL de fácil leitura;
  • URL com palavra-chave do conteúdo;
  • Links curtos;
  • Remova caracteres complexos (á, ç, õ etc.);
  • Use no máximo 5 palavras;
  • Separe palavras com hifens;

2. Títulos desleixados

Antes de começarmos, é importante que você saiba que 8, em cada 10 pessoas, lerá o seu título. Parece ruim?

Então espero que não se assuste quando souber que apenas 2 dessas 10 pessoas, lerão o conteúdo que você postou.

Imagine então como seriam esses dados se, para piorar a situação, você ainda colocasse um título nada chamativo, que espantasse o leitor de primeira?

Isso certamente não ajudaria no seu tráfego, e menos ainda o seu rankeamento.

É fundamental que você dedique algum tempo bolando um título persuasivo, capaz de sintetizar o conteúdo do seu post, com o tamanho certo.

E não é só isso:

A palavra-chave principal do seu texto PRECISA estar no título se você quiser algum resultado orgânico.

Esforce-se por criar um título entre 55 e 65 caracteres atentando-se para manter a palavra-chave no ponto mais à esquerda possível.

Pode parecer bobagem, mas esse posicionamento também é um dos fatores que influenciam no rankeamento e no processo de leitura dos bots de mecanismos de buscas.

A não ser que isso afete a qualidade do seu texto, nesse caso opte por ter um título com uma boa qualidade.

3. Keyword Stuffing

Você já sabe a importância de se utilizar palavras chave em um conteúdo, tenho certeza disso.

Mas você sabia que o seu uso excessivo pode não ser bem visto pelo Google e pode trazer penalidades severas para sua página?

Acreditando que a simples presença da palavra escolhida seria o suficiente para garantir um bom posicionamento no Google, centenas e milhares de páginas começaram a tirar proveito da densidade de palavras-chave de maneira irresponsável.

Funcionava assim: Você criava um conteúdo irrelevante e, a cada 10 ou 15 palavras, adicionava a palavra-chave sem se preocupar com o contexto ou a qualidade do texto.

Resultado: Uma infinidade de conteúdos inúteis e sem qualquer apelo começou a se propagar pela web, gerando um abuso dessa funcionalidade.

Logo, o Google alterou suas políticas para rankeamento, e o uso indiscriminado das palavras-chave tornou-se motivo de penalidade para todo tipo de conteúdo.

Então, antes de sair espalhando palavras-chave pelo seu texto, lembre-se de que um dos maiores erros de SEO On Page é justamente o de ignorar a experiência do leitor.

Para um uso mais consciente desse recurso no seu texto, considere sempre:

  1. Variações da palavra chave;
  2. Inserção contextual;
  3. Escaneabilidade;
  4. Uso de Long Tail e Head Tail;
  5. Definição de palavras-chave negativas.

4. Escaneabilidade mal planejada

Escaneabilidade é um fator fundamental na construção de seu conteúdo e, claro, na experiência do usuário.

Ele ditará a facilidade com que uma pessoa, que realiza a leitura do texto online, terá para absorver o conteúdo e percorrê-lo com os olhos.

Não só isso, a escaneabilidade também ajuda a tornar a leitura muito mais fluídica e garante que o usuário não saia do seu blog por conta da dificuldade de ler o seu texto.

Algumas dicas para garantir uma boa escaneabilidade em seu texto incluem:

  1. Coloque intertítulos no texto;
  2. Use negritos e itálicos;
  3. Parágrafos curtos;
  4. Use listas para facilitar a leitura;
  5. Use imagens no conteúdo.

5. LSI incompreendida

A Indexação Semântica Latente (ou LSILatent Semantic Indexing) é um dos fatores que o Google utiliza como referência na formulação de seu algoritmo para rankeamento, tendo, como base, a relação entre as palavras utilizadas em um conteúdo.

Funciona assim: Se você cria um conteúdo sobre “Conversão”, os robôs do Google farão uma varredura no seu texto para compreender do que ele trata.

Ao constatar outras palavras relacionadas á marketing digital, ele entenderá (matematicamente falando) que o texto não aborda conversão dentro de tópicos de religião ou informática, por exemplo.

Por isso, é fundamental que você foque no uso contextual de palavras-chave e suas variações dentro do conteúdo, fazendo o máximo para que seu texto esteja recheado de termos e expressões que não fujam no assunto principal.

Uma boa alternativa é usar a ferramenta SEMRush para conferir a palavra-chave e suas variações, e daí escolher as alternativas com maior índice de busca.

6. Meta descriptions mal formuladas

A meta description, é uma pequena sinopse do seu conteúdo que será utilizada como preview do conteúdo na hora que ele for apresentado em alguma pesquisa no Google, e fundamental para o rankeamento de sua página.

Use desse espaço (que pode ser encontrado entre as tags <head> do seu conteúdo, ou no campo específico para isso, caso você utilize o WordPress) para apresentar o conteúdo da página de maneira resumida e convidativa.

Lembre-se de que esse será o primeiro contato do usuário com o seu texto nas páginas de resultados do Google, e ele precisará ser atraente de modo a convencer o leitor a clicar no seu conteúdo, e não no do concorrente.

Por isso, invista nas meta descriptions e tire um tempinho para elaborar algo realmente interessante!

7. Falta de Headings

Um dos mais comuns erros de SEO On Page inclui a falta de configuração dos títulos e subtítulos de um conteúdo.

Esses elementos, indicados pelas tags <h1>, <h2>, <h3> etc., são utilizados para categorização hierárquica do conteúdo, e ajudam na leitura e, claro, na escaneabilidade.

Não se esqueça de tentar colocar a palavra-chave do texto dentro de um dos <h2> da página (o <h1> já será o título principal do conteúdo!), já que isso também auxilia no rankeamento nos motores de busca.

O ideal é que seu texto seja todo dividido entre subtítulos de acordo com a relevância do conteúdo.

Nesse texto, por exemplo, cada um dos erros apresentados está dentro de um subtítulo H2.

Caso fosse necessário separar cada erro por subtítulos mais específicos, por exemplo, elas ficariam dentro de H3 e, consequentemente, também dentro da H2.

8. Falta de linkagem interna

Você pode usar links no seu conteúdo para uma infinidade de motivos, mas eles são especialmente úteis na hora de redirecionar o usuário para algum conteúdo explicativo dentro do seu próprio blog, creditar pesquisas e referências utilizadas, deixar o conteúdo bem mais interativo e interessante, melhorar o rankeamento da página e, claro, fazer link building com algum parceiro.

Com um bom planejamento, você melhora a experiência do usuário no texto e ainda descola acessos em seus outros conteúdos, estimulando a movimentação dentro do seu blog.

Tudo isso ajuda, e muito, nos fatores de rankeamento de sua página, empurrando-a para cima nos buscadores mais populares.

9. Não entender o que realmente converte

Esse é um dos maiores erros que você pode cometer com o seu site.

Não entender o que converte significa que você não está monitorando os resultados do blog, não compreende o comportamento de sua persona e não está se esforçando o suficiente para otimizar suas postagens.

Esteja atento para a realização de contínuos testes com o seu conteúdo, e observe quais links, CTAs ou Landing Pages contribuem melhor para a conversão no seu conteúdo.

Confira se o uso do negrito e itálico tem trazido resultados, se as palavras-chave estão linkando corretamente para outros conteúdos do seu blog. Quais imagens geram melhores resultados e então não meça esforços para colocar em prática tudo o que está dando certo.

Conhecer o seu site é fundamental para que você tenha bons resultados.

Você não vai querer ficar na segunda página por mais nem um instante, não é mesmo?

 

Post original:  semrush.com/blog/9-erros-de-seo-on-page-que-estao-sabotando-os-seus-rankings/

Ferramentas para otimizar o HTML e CSS do e-mail

Como otimizar o HTML e CSS do e-mail

Litmus Scope – Ferramentas para otimizar o HTML e CSS

O Litmus Scope permite avaliar por dentro dos e-mails que te inspiram. O Scope it faz uma espécie de varredura dentro dos conteúdos dos e-mails, trazendo o código HTML e as características de estrutura responsiva para mobile do e-mail.

É uma ótima para quem tem uma certa experiência e queira expandir seus horizontes quanto às estruturas e formas de se mostrar um e-mail.

Para realizar a varredura, basta adicionar a barra de aplicativos/ferramentas arrastando o player “Scope it” (player laranja encontrado na página principal do Litmus Scope) para lá.

Assim, sempre que você entrar no seu e-mail Gmail e quiser verificar o código de um determinado e-mail, vá até a barra de ferramentas e aperte “Scope it”.

Caso você enfrente problemas para instalar o player, abra uma nova janela com o e-mail que você deseja escanear e carregue o arquivo de Scope it em cima da janela.

 

Desktop, Mobile, and Plain Text Views

Desktop, Mobile, and Plain Text ViewsExibição da área de trabalho ao lado de uma tela de tela real (perfeita para exibir as técnicas de design sensíveis que você trabalhou).

Atitudes simples que agregam valor a qualquer negócio

Todas as empresas devem monitorar o valor do seus negócios ao longo do tempo;

agregam valor a qualquer negócio

Para muitos, o conceito de valor agregado a negócio é muito complexo, coisa de empresa grande. Essa percepção é criada principalmente pelas dificuldades para determinar o valor de qualquer negócio. A atividade envolve modelagem financeira, determinação de cenários futuros e muita intuição, além de outros fatores.

Mas eu insisto que, para qualquer empresa, independentemente do seu tamanho, é extremamente construtivo passar pelo processo de determinação do seu valor e monitorar sua evolução ao longo do tempo.

No passado, a maximização do valor para os acionistas era o principal objetivo a ser alcançado pela equipe de gestão de uma empresa. Atualmente, esse conceito está evoluindo para a maximização de valor para todas as partes relacionadas – são os stakeholders, que incluem, além dos acionistas, funcionários, fornecedores, clientes, governo etc.

Quando pensamos em atividades que agregam valor, tendemos a focar em planos de investimentos, corte de custos, entrada em novos mercados e compra de empresas, além de outros projetos estratégicos e em geral bastante complexos e com maturação de longo prazo.

Entretanto, principalmente para pequenas e médias empresas, acredito que algumas atitudes no dia a dia possam fortalecer suas marcas e agregar valor ao seu negócio.

Listo aqui seis delas, que agregam valor ao seu negócios:

1. Retorne ligações e e-mails. Uma singela resposta pode aproximar você de um cliente difícil ou aumentar a probabilidade de negócios serem fechados.

Organize-se para não deixar passar em branco as mensagens de pessoas que o procuram. A falta de resposta pode representar a perda de um bom negócio.

2. Dê e peça feedback. Faça avaliações dos seus fornecedores e colaboradores. Peça feedback a seus clientes visando usá-lo para agregar valor a seu negócio.

3. Não se atrase para reuniões. Em São Paulo, é comum responsabilizar o trânsito pelo não cumprimento de horários. Se você já sabe que o trânsito é difícil, saia mais cedo. Chegar atrasado é negativo para a imagem da sua empresa.

4. Cumpra os prazos estabelecidos. Prestadores de serviço subestimam o impacto negativo de não entregar dentro do tempo previsto. Além de deteriorar significativamente a relação com o cliente, a tendência é que ele faça um marketing boca a boca negativo.

5. Surpreenda positivamente seu cliente. A busca por excelência é aspecto constante em negócios bem-sucedidos e que agregam valor consistentemente. Não se contente em entregar apenas o combinado.

6. Se algo der errado, não se esconda. Em geral, os clientes valorizam aqueles que assumem seus erros e fazem tudo para corrigi-los. Por outro lado, quem faz papel de vítima e responsabiliza terceiros por seus deslizes é permanentemente penalizado.

A busca pela diferenciação é outra atitude a ser assumida por empreendedores que buscam agregar valor de forma sustentável aos seus negócios.

É muito comum vermos empreendedores tomando decisões com base nas práticas mais comuns de seu mercado. Entretanto, a diferenciação e o posicionamento em nichos em geral são as melhores estratégias a serem implementadas por pequenas e médias empresas.